Caso Samarco: MPF recorre de decisão que negou implementação de Plano de Ação em Saúde em Barra Long


O Ministério Público Federal (MPF), por meio da força-tarefa que atua no caso Samarco, recorreu de decisão judicial que indeferiu a concessão de tutela de urgência para a implementação de um Plano de Ação em Saúde no município de Barra Longa (MG). 


O pedido, originalmente feito em ação civil pública ajuizada no último mês de março, visa obrigar a Fundação Renova a custear integralmente as medidas previstas em tal plano, por meio do repasse de recursos ao Sistema Único de Saúde (SUS) no município de Barra Longa, que se encontra sobrecarregado com os atendimentos à população, desde o rompimento da barragem de Fundão, em novembro de 2015.